Depois de bombeiros desistirem, cão entra em casa incendiada e resgata gatinhos

 

cão salva filhotes de gato de incendio


O Departamento de Bombeiros do Kentucky recebeu um chamado de incêndio em uma residência, segundo o Centro de Chamados De Fogo haviam várias pessoas dentro da casa. Seguindo o dever quase instintivo os bombeiros correram imediatamente para o local do incêndio. Ao chegarem próximo do local eles já perceberam que a tarefa seria árdua…

O Tenente Houdini conta que mesmo com a sua experiência de 32 anos ele sentiu que dessa vez o trabalho seria diferente, pois as chamas eram monstruosas e eles ainda nem tinham se aproximado da casa.

Após 3 minutos eles finalmente chegaram na cena do incêndio e as previsões se concretizaram: o fogo já tinha engolido praticamente toda a casa. Mas como heróis que são, a equipe nunca desiste. Entraram então na casa.

O Sargento Tenesee relembra que ao entrarem viram uma mulher caída próximo as escadas e ela apesar de quase desacordada pela fumaça gritava sem parar que os outros estavam no andar de cima, dentro do banheiro, pois acharam que lá seria o local mais protegido do fogo.

Assim que a enfermeira Roxane chegou para atendê-la os outros da equipe partiram com os cilindro de oxigênio para o andar de cima. O resgate era muito arriscado e todos ficaram temerosos. Mas seguiram…

A maior batalha ainda estava por vir

Com o machado o Tenente Josue quebrou um porta que dava acesso ao segundo andar e todos entraram utilizando uma técnica de defesa contra o fogo que envolvia três mangueiras. A situação era tão crítica que somente essa técnica seria possível para atravessar o fogo.

A porta do banheiro estava trancada e cercada pela fumaça. A esperança já estava sendo abafada pelo fogo. Foi então que ouviram as crianças chamando por ajuda…

“Eu me lembro de ter ouvido uma criança chamando pela mãe. Foi então que me dei conta da mulher na entrada. Provavelmente ela voltou para a casa e acabou desmaiando antes de alcançar os filhos.”, disse o Capitão Rodriguez.

Utilizando uma ferramenta parecida com uma alavanca a porta foi aberta e 3 crianças foram resgatadas do banheiro. Foi por pouco. Mais alguns minutos e as chamas alcançariam o cômodo.

Esqueceram os gatos

“Esqueceram os gatos. Esqueceram os gatos”, foi isso que a enfermeira Josy recorda de ter escutado assim que as crianças saíram da casa. Ninguém entendeu nada, pois não haviam mencionado que gatos estariam dentro da casa.

Um dos meninos gritou que eles tinham adotados alguns gatinhos e que eles estavam no quarto das meninas. Os bombeiros disseram ao garoto assustado que iriam voltar para salvar os gatinhos. Porém, eles próprios sabiam que provavelmente eles já estavam mortos..

A chance da casa desabar era muito alta e alguns dos bombeiros indicaram que não seria seguro voltar para lá. Um desabamento seria fatal.

Mesmo com altíssimo risco, os bombeiros voltaram para lá. Porém, apenas 4 foram desta vez. Ao caminharem pelos corredores que levavam até o quarto nenhum miado foi ouvido. Era mais um sinal de que eles já estaria sufocados pela fumaça…

Não vale a pena arriscar

Todos os 4 bombeiros já estavam em acordo de que era muito perigoso continuar ali. Era a hora de deixar a casa….

“Foi interessante, pois assim que decidimos voltar escutamos um latido. Eu pensei que estava ficando louco, pois o que um cachorro estaria fazendo ali?!”, disse um dos Tenentes.

“Não demorou muito para criarmos coragem e arrombar a porta do quarto. Eu nunca vou esquecer o que vi.”

Surpreendentemente os animais estavam todos vivos…

O cão tinha acabado de salvar toda a ninhada de gatos. Se não fosse o seu latido os bombeiros teria saído da casa e então seria o fim.

Os bombeiros lembram que eles não apenas os alertou como também os ajudou a levar os filhotes.

“Era uma fêmea e ela acabou carregando um dos filhotes na boca. Foi incrível.”, recorda a equipe.



Comentários